Ministério Público de Rondônia institui Escritório de Processos

O Escritório de Processos tem como objetivo coordenar as iniciativas de governança de processos institucionaisMinistério...

O Ministério Público do Estado de Rondônia, dentro de sua atual política de modernização administrativa e priorização de seu planejamento estratégico, instituiu o Escritório de Processos, no âmbito da Coordenadoria de Planejamento e Gestão (Coplan), por meio da Resolução nº 3/2018 da Procuradoria-Geral de Justiça.

O Escritório de Processos tem como objetivo coordenar as iniciativas de governança de processos institucionais, bem como gerenciar o portfólio de processos de trabalhos considerados estratégicos. O escritório foi instituído considerando que a organização e padronização de rotinas de trabalho otimizam o tempo de tramitação dos feitos administrativos, judiciais e extrajudiciais, e reduz o tempo de resposta, além da necessidade de definição de critérios para sistematização e estruturação dos processos de trabalho com base em teorias, métodos e ferramentas geralmente aceitos e devidamente ajustados para realidade institucional.

O escritório contará com o apoio técnico da Comissão Permanente de Mapeamento de Processo e Rotinas Administrativas, composta pelos servidores Christian Norimitsu Ito, Marcos Roberto de Lima Leandro, José Costa de Andrade, Ana Carla de Oliveira e Silva, Heberton Orlandini da Silva  e Rossigres Mota Maia.  A comissão tem por premissa realizar a sensibilização do processo mapeado e acompanhar sua implementação, a fim de diminuir divergências, propor e acompanhar as melhorias, quando for o caso.

Na primeira reunião da Comissão, realizada em março, foi deliberada ametodologia de trabalho adotada para mapear as áreas e a identificação das áreas que ainda não foram mapeadas. Os trabalhos foram iniciados pelo Centro de Controle Disciplinar (CODI) da Corregedoria do MPRO. Após a conclusão desse mapeamento, será realizada a melhoria dos processos que já encontram mapeados. A intenção é concluir todo o mapeamento das unidades do MPRO até dezembro de 2018.

Toda e qualquer mudança no fluxo da rotina de processos de unidades, áreas ou setores deve necessariamente ser analisada pela equipe técnica do Escritório de Processos para sua posterior implementação.
Fonte: Ascom MP/RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.