Falta de médico reduz dias de atendimento no hemocentro de Ariquemes, RO

A falta de médico está prejudicando o atendimento no Hemocentro de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. A unidade atendia com dois profissionais alternadamente durante a semana, mas a saída de um deles acarretou na redução dos dias de coleta de sangue.

Ao G1, a direção do Hemocentro relatou que apenas um médico está trabalhando na unidade atualmente, com atendimento três vezes na semana.

Uma médica que atuava no município e em Buritis (RO), decidiu cumprir a carga horária de 40 horas semanais somente na outra cidade, que fica a cerca de 141 quilômetros.

“Estamos com alguns dias da semana em que estamos impossibilitado de fazer atendimento, por que o médico em três e mais duas horas ele cumpre a carga horária dele”, explicou o diretor do Hemocentro de Ariquemes, Luis Garcia.

Vale destacar a atenção para os doares entrarem em contato com a unidade, para saber se o atendimento está acontecendo no dia pretendido para a doação.

Conforme Luis Garcia, o problema está próximo de ser solucionado após tratativas com a nova presidência da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fhemeron).

“Houve a troca de presidência após a transição do Governo, mas estamos tentando fazer a resolução desse problema. Já teve um médico que se interessou em vir para cá e ficou de vir para conversarmos sobre a atuação no município”, citou.

Estoque de sangue

Mesmo com o atendimento reduzido durante a semana, a direção do Hemocentro de Ariquemes informou que o estoque de bolsas de sangue no município é razoável, mas faz o apelo aos cidadãos que não deixem de efetuar a doação.

“Na segunda [7] e nesta terça [8] estamos com o médico atendendo, sendo que ontem foi bom de coleta e conseguimos coletar 17 bolsas de sangue. O nosso estoque deu uma caída, está dentro do razoável e dará para aguentar o abastecimento temporariamente, mas convidamos a população a doarem e ajudarem a salvar vidas”, divulgou

Para realizar a doação de sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade, estar com documento com foto e bem alimentado. O doador deve ter 50 quilos ou mais e não pode ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, nem estar em uso de medicamentos.

Além disso, é recomendado que o doador tenha dormido pelo menos seis horas na noite anterior e evite alimentos gordurosos três horas antes da doação.

Fonte: G1
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA