‘Não podemos aceitar que o ódio entre em nossa sociedade’, diz Toffoli

Ataque a tiros na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande SP, na manhã desta quarta-feira, 13, deixou até agora dez mortos, incluindo os dois atiradores que se suicidaram

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, lamentou as mortes em uma escola na cidade de Suzano, em São Paulo. “Não podemos aceitar que o ódio entre em nossa sociedade”, disse Toffoli, em mensagem no início da sessão plenária do Supremo na tarde desta quarta-feira, 13.

“É com profundo pesar e tristeza que recebemos a notícia de tragédia em escola pública na cidade de Suzano, em São Paulo, que tirou a vida e feriu estudantes, professores e funcionários. Em nome da Corte, manifestamos nossos sentimentos de pesar e solidariedade a famílias e amigos das vítimas e a toda a sociedade, que também é vítima nesse tipo de tragédia”, disse Dias Toffoli.

Atiradores matam ao menos oito em escola em Suzano, na Grande SP

Violências como essa não fazem parte da nossa cultura. A juventude traduz futuro e esperança. Não podemos aceitar que o ódio entre em nossa sociedade“, complementou Toffoli.

Um ataque a tiros na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 13, deixou até agora dez mortos, incluindo os dois atiradores que se suicidaram, e dez feridos. Os autores do massacre tinham 17 e 25 anos.

 

Notíciasaomiuto

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.