Asfalto no Cristo Rei: encerrada primeira fase de habilitação, prazo de recursos é aberto

Propostas de preço da obra serão abertas somente depois de decididos os possíveis recursos

O prefeito Eduardo Japonês acompanhou todas as atividades do evento aberto de habilitação das empresas participantes do processo de licitação de pavimentação, drenagem, calçamento, acessibilidade e sinalização de várias ruas do bairro Cristo Rei. Encerrada esta fase, agora foi aberto prazo para que as empresas apresentem recursos.

“Estamos procurando a comunidade para que se envolvam nessas importantes obras de licitação de asfaltos. São projetos que vão levar Vilhena para o futuro e, por isso, todos devem acompanhar para que tenhamos transparência em tudo”, explicou o prefeito Eduardo.

Participam da licitação as empresas Construtoras Beta, Projetus e Construvil (de Vilhena); Alto Rio (Manaus); Nossa Senhora do Carmo (Nova Lacerda, no Mato Grosso); Nhambiquaras (Cuiabá); Amil (Rondonópolis, no Mato Grosso) e Castilho (Porto Velho). Acompanhado também pelo secretário de Planejamento, Ricardo Zancan, engenheiros da Secretaria de Planejamento, advogados, imprensa, servidores da Prefeitura e moradores do Cristo Rei a abertura dos envelopes de documentos começou às 8h no auditório da Prefeitura e encerrou por volta das 11h.

Duas das empresas participantes (Projetus e Nhambiquaras) não estavam com representantes no certame. As empresas Castilho e Nossa Senhora do Carmo foram consideradas não habilitadas, pois informações de certidões estavam divergentes das informações do Contrato Social. A Construvil também se revelou não habilitada, já que não apresentou comprovação de que seu engenheiro tem experiência em drenagem, exigência do edital.

Apesar de a Nossa Senhora do Carmo ter aberto mão de entrar com recurso, a Prefeitura é obrigada agora a abrir prazo de cinco dias úteis para que as outras empresas participantes apresentem recursos. Caso nenhuma empresa entre com recurso, depois de findado o prazo, a CL (Comissão de Licitação) marca a data de uma nova sessão para abertura das propostas de valores pela prestação do serviço. Caso haja recurso nesses 5 dias, os prazos de finalização se alongam. As propostas só podem ser abertas após finalização da fase de recursos.

Neste lote estão sendo licitados 8 trechos de ruas no bairro Cristo Rei, a saber: Rua Cláudio Rosella (500 metros), Rua Francisca M. da Paz (618 m), Rua José Carlos Alves (618 m), Rua 1518 (618 m), Rua Armindo P. de Macedo (618 m), Rua Samambaia (380 m), Rua 1519 (40 m), Travessa 1512 (110 m) e Rua 743 (1,7 km). No total são aproximadamente 5,2 km de drenagem, asfalto, calçadas, sinalização e obras de acessibilidade. Veja mapa em anexo.

Veja também como ficou, então, a situação de cada empresa participante:

Beta – Habilitada
Amil – Habilitada
Alto Rio – Habilitada
Nhambiquaras – Habilitada
Projetus – Habilitada
Nossa Senhora do Carmo – Não habilitada (abriu mão de apresentar recurso)
Construvil – Não habilitada, mas pode entrar com recurso
Castilho – Não habilitada, mas pode entrar com recurso

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.