Capacitação técnica e treinamentos preparam acadêmicos de Biomedicina da Unesc para atendimentos voluntários em instituições de Cacoal

O curso de Biomedicina da Unesc realizou uma série de capacitações técnicas aos estudantes do 3º período do curso. Entre os treinamentos estão a realização de exames de dosagem de glicemia capilar, aferição de pressão arterial e tipagem sanguínea por meio do sistema ABO e Rh.

Toda a capacitação foi aplicada no âmbito laboratorial por meio de conteúdos teórico e práticos, ministrados pelos professores Me. Egberto Luiz Felício Junior, Me. Diego Oliveira Xavier e Esp. Helem Mitissi Nascimento Gutierrez.

De acordo com o coordenador do curso de Biomedicina da Unesc, Cássio Antonio Lanfredi dos Santos, “o objetivo da atividade foi capacitar os acadêmicos para a participação em projetos de extensão que envolvam a comunidade, na qualidade do fornecimento de cuidados ao paciente e excelência na execução técnica dos exames, sendo fundamental para a formação do profissional e efetuação de trabalho em equipes multiprofissionais”.

Atendimento voluntário à comunidade

Dentro destas atividades citadas pelo coordenador do curso, um bom exemplo foi a participação dos acadêmicos em uma ação realizada recentemente no Instituto Educacional e Cultural Sementes de Luz (Casa da Sopa), no bairro Mutirão, em Cacoal.

Com o objetivo de auxiliar o diagnóstico clínico dos pacientes, realizado pelo médico voluntário, uma seleção de acadêmicos do 3º e 7º período do curso de Biomedicina estão prestando atendimento voluntário aos pacientes. Na ocasião, são os acadêmicos que tem realizando a dosagem de glicemia capilar, aferição de pressão arterial, medição de altura e pesagem corporal.

Os exames são realizados sob a supervisão dos professores da Cássio Antonio Lanfredi dos Santos e Diego Oliveira Xavier. “Em média são realizados 20 atendimentos por sábado, conforme cronograma da instituição. Desta forma, o programa de extensão do curso de Biomedicina da Unesc tem o compromisso de fazer parte deste cronograma de atendimento, o qual abrangerá o impacto na qualidade de vida, sendo para orientar e promover a saúde na população atendida, para prevenção e/ou minimização de aquisição de doenças cardíacas e metabólicas”, destacou o coordenador, prof. Me. Cássio A. L. Santos.

O Instituto Educacional e Cultural Sementes de Luz, popularmente conhecido em Cacoal como Casa da Sopa, promove importantes e relevantes ações humanitárias à população. A grande maioria dos serviços são realizados por voluntários, seja colaboradores, instituições parceiras e a comunidade em geral.

(Giliane Perin – Assessoria de Imprensa/Unesc)

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.